Barão de Macaúbas completa 90 anos relembrando seu passado de glórias e o presente de conquistas

Barão de Macaúbas completa 90 anos relembrando seu passado de glórias e o presente de conquistas

A Escola Estadual Barão de Macaúbas acaba de completar 90 anos de existência. Inaugurada em 7 de setembro de 1921, com a designação de Grupo Escolar, foi a primeira escola pública do bairro Floresta e, na época, atendia somente rapazes da capital mineira. Em 1965, se transformou em Grupo Escolar, com oferta de pré-primário e de curso noturno para o atendimento de trabalhadores e classes mais humildes da região. No final da década de 70, passou a denominar-se Escola Estadual Barão de Macaúbas.

O estabelecimento de ensino surgiu em um momento de crescimento da pedagogia moderna no País, quando as atenções se voltaram para o perfil dos alunos. “Foi um momento em que a escola assumiu a continuação e a extensão da educação familiar, em um ambiente de segurança e liberdade”, comentou a diretora Amélia Lúcia Botelho. Mantendo a tradição de acompanhar os modernos métodos pedagógicos, a Escola foi considerada no ano passado, a melhor de Belo Horizonte. Este título foi designado após a comprovação técnico-científica medida pelo Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, principal indicador de qualidade do ensino brasileiro nos estabelecimentos de ensino público.

BARÕES E BARONESAS

Para alcançar estes índices, naturalmente, a escola teve que estabelecer um projeto focado no aprendizado do aluno com qualidade. Segundo Amélia Botelho, o comprometimento dos professores e a participação dos pais nas atividades e reuniões é o que faz a diferença. Ela contou que o corpo docente investe muito na própria formação, e assim, a Escola tem alguns docentes com Mestrado e a maioria, com Pós-Graduação “lato-sensu”. E segundo ela, “a meta é manter o índice no próximo ano, quando vai acontecer nova avaliação”. Outra meta é continuar vendo alunos do estabelecimento serem premiados nas Olimpíadas de Matemática, como aconteceu há dois anos.

“Eu sou uma baronesa”. Assim, a ex-diretora Irlene Carmem de Rezende Alves, muito querida na escola, iniciou sua entrevista. Ela explicou porque se determina desta forma. “Para mim e minha família, a Escola Barão de Macaúbas é a minha vida. Trabalhei aqui de 1967 a 1990, onde criei e estudei meus filhos e recebi muito de todos e por isto, me considero uma baronesa”. Segundo a ex-diretora, todos podem se considerar barões e baronesas. “É uma forma carinhosa e diferente de registrar que professores e funcionários sempre vestiram a camisa ao longo destes 90 anos”, comentou.

Irlene fez questão de frisar que a qualidade do Barão de Macaúbas se deve a dois fatores: a consciência educacional e o envolvimento dos pais, embora atualmente, esta participação é bem menor. “Fui diretora aqui de 1975 a 1990, e naquela época, as famílias participavam mais do processo educacional dos filhos e também me ajudavam a organizar os eventos. Atualmente, as famílias deixam mais a responsabilidade para a escola e soma-se a este fator, o apelo da Internet e outros meios eletrônicos”.

Muito saudosa, Irlene percorreu toda Escola, uma bela construção tombada pelo Patrimônio Histórico,Artístico e Cultural, olhou um a um os retratos nas paredes, folheou os álbuns com fotos antigas. Neste momento ela se recordou de muitos membros de clãs ilustres de Belo Horizonte que estudaram no Barão, como a família Patrus, Mares Guias e outras. Ela ainda fez questão de lembrar como o bairro Floresta era mais tranquilo, com pouco trânsito e ruas mais arborizadas.

QUEM FOI O BARÃO DE MACAÚBAS

Pedagogo e médico brasileiro nascido no município baiano de Rio de Contas, antigo Minas do Rio de Contas, um dos precursores do livro didático brasileiro. Formou-se em medicina no Rio de Janeiro, RJ, onde se doutorou (1847). De volta à Bahia, como diretor da instrução pública estadual, trocaria a carreira médica pela atividade de educador e fundou em Salvador o Ateneu Barrense e o Ginásio Baiano (1858), em Salvador, responsável pela formação de grandes personalidades como Castro Alves (1847-1871) e Rui Barbosa (1849-1923). Novamente mudando-se para o Rio de Janeiro, RJ (1871), onde ficou até sua morte, fundou o Colégio Abílio, retratado pelo escritor Raul Pompéia (1863-1895) em O Ateneu (1888), e dez anos depois outro, com o mesmo nome, na cidade mineira de Barbacena. Por suas contribuições na área educacional, recebeu o título de barão de Macaúbas (1881) por Decreto Imperial, concedido por D. Pedro II (1825-1891). Revolucionou o ensino brasileiro, tornando-se uma das suas mais expressivas personalidades. Também ganhou fama por sua luta pela abolição dos castigos físicos nas suas escolas e fazendo-as modelo para instituições similares no restante do país. Expôs suas idéias pedagógicas no volume Lei nova do ensino infantil (1884). Foi professor de Luís Edmundo, Castro Alves, Raul Pompéia e Rui Barbosa, entre outros.

 

HINO DA ESCOLA 

Neste tempo onde impera a alegria
Ambiente de paz e unção
Aprendemos ser grandes um dia
Pelo bem que nos dá a instrução
Salve fonte de amor e pureza
Que ao saber nossa idéia conduz
Salve Escola Barão de Macaúbas
Espalhando torrente de luz
Pelo exemplo de mestras sinceras
Aprendemos a amar o Brasil
A estimá-lo com fé e orgulho
Pois é a pátria mais bela e gentil
Salve fonte de amor e pureza
Que ao saber nossa idéia conduz
Salve Escola Barão de Macaúbas
Espalhando torrentes de luz
Por patrono também temos nós
Da infância seu grande benfeitor
O seu nome Barão de Macaúbas
Cultuamos com fé e amor
Salve fonte de amor e purez
Que ao saber nossa idéia conduz
Salve Escola Barão de Macaúbas
Espalhando torrentes de luz
Outro Box se você quiser



Artigos relacionados

Novos secretários da região Leste assumem com série de desafios pela frente

A Regional Leste, responsável pela parte interna da avenida do Contorno até a avenida Silviano Brandão e viaduto da Lagoinha,

Desejos e anseios de um novo ano que começa para o bairro

É comum em toda virada de ano as pessoas renovarem os seus anseios, fazer um levantamento de como foi o

Irmã moradora da Floresta dedica a vida ao próximo mostrando amor aos necessitados

Uma das mais belas atitudes da vida é o trabalho desenvolvido pelo voluntariado, que é composto por pessoas que o

1 comentário

Escreva um comentário
  1. BRENO LEITE BATISTA
    BRENO LEITE BATISTA 17 janeiro, 2019 , 22:44

    Boa noite gostaria de saber se eu posso fazer uma visita as depedencias do colegio pois sou ex aluno e estudei nas decadas dos anos 80 no mais muito obrigado pela atencao

    Responder este comentário

Escreva um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*